Cromoterapia: saiba como usar as cores em benefício da sua saúde

Cromoterapia: saiba como usar as cores em benefício da sua saúde

Cor é emanação de luz. Sem luz não existe cor. E a luz é a forma mais pura de energia que nós conhecemos. Portanto, cor é também uma forma de manifestação de energia do universo. E, como todo campo de energia, elas também nos afetam, positiva ou negativamente.  Você deve saber, portanto, não só combinar as cores como também conhecer a influência que cada uma delas tem sobre o seu campo de energia pessoal. Isto se chama cromoterapia, uma prática ainda não reconhecida cientificamente de usar as cores para harmonizar e equilibrar nossas energias, curando doenças e trazendo bem estar.

CORES PRIMÁRIAS

Cores primárias são as cores puras, ou seja, que não podem ser criadas a partir da combinação de outras cores. As cores primárias são: o vermelho, o verde e o azul, também chamadas de sistema RGB (do inglês red, green e blue). Estas três cores são decompostas da luz branca, através de um prisma, e é através delas que são criadas todas as demais cores.

Cromoterapia: saiba como usar as cores em benefício da sua saúde

CORES SECUNDÁRIAS E TERCIÁRIAS

As cores secundárias são aquelas formadas por meio da combinação das cores primátias. E as terciárias são combinações das diversas cores. Um  pintor para expressar nos seus quadros todas as cores da natureza precisa ser um exímio misturador de cores.

COMO A CROMOTERAPIA FUNCIONA

Como já dissemos, você deve primeiramente identificar como as cores afetam o seu psicológico e emocional. Jamais use roupas ou pinte seus ambientes de cores negativas para o seu campo de energia. É por isto que o branco de modo geral é muito positivo, pois não é na verdade uma cor, mas a ausência de cor, uma vez que reflete as cores primárias da luz. Ao contrário, o preto é a cor mais densa, pois absorve todas as cores. Mas isto não quer dizer que ela seja negativa. Depende de como ela afeta você. A cor preta carrega muita energia e serve para carregar o seu campo energético, da mesma forma que o laranja, cor muito utilizada na cromoterapia para aumentar a autoestima, dar disposição e incentivar o intelecto. Mistura do vermelho com o amarelo, é também uma cor quente e estimulante, muito utilizada para tratamento de depressão.

A cromoterapia classifica as cores em três categorias:

✗ Cores Neutras: possuem pouca reflexão da luz. Por exemplo, os tons de cinza e de marrom

✗ Cores Quentes: as que transmitem uma sensação de calor e excitação. Por exemplo, vermelho, laranja e amarelo

✗ Cores Frias: aquelas que transmitem sensação de frio, como o azul, verde e violeta

Em resumo, a cromoterapia é, na prática, o uso das cores para tratar o seu emocional e psicológico, equilibrando o campo energético da pessoa por meio delas. Existem profissionais especializados nesta atividade, mas você mesmo pode fazer a sua própria cromoterapia, se tiver sensibilidade para perceber como as cores lhe afetam. Uma forma de chegar a esta conclusão é experimentando as diversas cores. Vista, por exemplo, uma camisa vermelha e procure sentir qual o resultado dela no seu campo energético. Você se sentiu à vontade? Ela harmonizou o seu emocional e o seu psicológico? Ou você se sentiu deslocado e mal vestido com aquela cor? Ela refletiu sua personalidade ou não? Estas são questões básicas para você descobrir quais são as suas cores. Pois, na verdade, só você pode fazer isto.

Lembre-se sempre de que cada cor possui uma vibração energética diferente e, à medida que se propagam em algum ambiente, causam efeitos curativos ou calmantes nesse espaço. Ou também desarranjam a harmonia. E não é só a visão que absorve a energia de uma cor. Todo o organismo possui capacidade de perceber e receber os efeitos da cromoterapia, pois as células do nosso corpo se comunicam com a luz por meio dos fótons, partículas eletromagnéticas que transmitem radiação e nos penetram por meios dos olhos e da pele.