Magnésio: indispensável para o metabolismo

Avaliar postagem

Dentre todos os micronutrientes necessários para a manutenção da saúde, o magnésio tem lugar de destaque no nosso metabolismo, sendo  responsável pela ativação de mais de 300 reações enzimáticas. Sua carência causa má circulação sanguínea, irritabilidade, arritmias, cansaço, câimbras e espasmos musculares. Nós precisamos diariamente de 400 miligramas de magnésio, embora dependendo do nível de atividade física da pessoa essa dosagem possa aumentar, chegando a até 800 miligramas. Corredores e pessoas que praticam o ciclismo estão sempre portando uma garrafa de água com magnésio em pó adicionado para manter o bom funcionamento da musculatura. Afinal, este mineral contribui para o transporte, produção e absorção de proteínas, condição essencial para a manutenção de nossos músculos. Ele também facilita as reações enzimáticas, acelerando as reações químicas em nosso organismo, e está associado ao fortalecimento dos ossos porque é responsável pela fixação do cálcio no nosso corpo. E ainda melhora a saúde cardiovascular e o funcionamento das células nervosas.

OS 10 BENEFÍCIOS DO MAGNÉSIO PARA NOSSA SAÚDE

  1. Faz o metabolismo ficar mais eficiente, criando mais energia em nosso corpo
  2. Mantém a nossa musculatura mais forte e com mais elasticidade
  3. Fixa o cálcio nos ossos
  4. Evita doenças cardiovasculares
  5. Inibe o stress
  6. Melhora o funcionamento do intestino
  7. É indispensável para que a insulina consiga colocar a glicose dentro das células, atuando, portanto, contra o diabetes
  8. Ajuda a reduzir a TPM (Tensão Pré Menstrual) e as cólicas menstruais
  9. Combate a enxaqueca, uma vez que possui propriedade relaxante dos vasos sanguíneos
  10. Regula a pressão alta arterial

COMO FAZER SUPLEMENTAÇÃO DE MAGNÉSIO

O jeito mais eficiente de ingerir este nutriente é através da suplementação pelo cloreto de magnésio, pois é a forma com que o mineral é melhor absorvido no corpo. O cloreto de magnésio é encontrado facilmente em qualquer farmácia de manipulação por um preço bastante acessível.  Basta misturar um saquinho de 33 gramas de cloreto de magnésio em um litro de água mineral e guardar na geladeira para beber diariamente 30 ml da solução.

ALIMENTOS RICOS EM MAGNÉSIO

A uva, a banana, o abacate, a granola, aveia, amendoim, castanhas, o leite, o grão de bico, peixes, beterraba, ovo, couve e o espinafre são alimentos que oferecem boas quantidades de magnésio. De modo geral, uma alimentação bem balanceada com estes ingredientes nos fornecem dosagens suficientes deste mineral. O problema é quando estes alimentos são produzidos em terras pobres em magnésio, uma substância que não entra na adubação química padrão de nossos agricultores, formulada essencialmente à base de nitrogênio, fósforo e potássio. Portanto, a suplementação não prejudica, sendo um recursos auxiliar que garante a ingestão diária de magnésio que o nosso corpo agradece.