Vitamina K2: pouca conhecida mas essencial para os ossos e o coração

A Vitamina K  é formada por um grupo de substâncias químicas conhecidas como quinona, que se divide em três tipos. A Vitamina K1, ou filoquinona, encontrada nos vegetais, a Vitamina K2, a menaquinona, de origem animal, e a Vitamina K3, que é a forma sintética da Vitamina K2. Todas são lipossolúveis, ou seja, necessitam de se associar à gordura para ser transportada pelo plasma sanguíneo. Das três, estudos realizados por cientistas da nutrição descobriram que a Vitamina K2 é a mais valiosa e um dos nutrientes mais essenciais para o nosso organismo. Mas porque ela é assim tão importante para nós?

PARA QUE SERVE A VITAMINA K2

✗ Ela é a responsável por direcionar o cálcio para dentro dos ossos. Sem a Vitamina K2, o cálcio que ingerimos, principalmente através do leite ou produtos enriquecidos com este mineral, pelas verduras e legumes e até mesmo com suplementos, vai ser depositado em nossas artérias, principalmente do coração, causando o seu enrijecimento e reduzindo nossa expetativa de vida, sob risco de infarto do miocárdio.

✗ Ajuda a manter ossos e dentes fortes, uma vez que sem ela o cálcio não chega até eles. E o cálcio é realmente o responsável por uma estrutura óssea saudável. Mas para se ligar aos nossos ossos o cálcio necessita de uma proteína chamada osteocalcina, que por sua vez depende de pelo menos 45 microgramas diárias de Vitamina K2 para sua ativação em nosso organismo.

✗ Evita e combate a osteoporose

✗ Além de manter as artérias do coração jovens e saudáveis, a Vitamina K2 faz a mesma coisa com as artérias do cérebro que devido à sua carência podem igualmente envelhecer precocemente por causa da calcificação, uma vez que não sendo depositado em nosso esqueleto o cálcio também chega ao cérebro através do sangue, sendo uma das causas de AVC (Acidente Vascular Cerebral).

✗ Evita rugas, pois impede também o enrijecimento do colágeno pelo cálcio. E esta substância é justamente a responsável por aumentar a elasticidade da pele, mantendo-a jovem e bonita.

✗ Atua na saúde da próstata e pode, inclusive, reverter problemas da próstata, como o aumento do volume desta glândula, conhecido como HPB, a hiperplasia benigna da próstata, que causa sintomas incômodos como a sensação de nunca esvaziar a bexiga depois de urinas e pode fazer o homem ir ao banheiro várias vezes durante a noite prejudicando a qualidade do sono.

Aumento da testosterona, hormônio que promove a fertilidade masculina e feminina e mantém os homens com potência sexual

Prevenção de câncer. A Vitamina K2 atua suprimindo genes que possivelmente podem desenvolver câncer e fortalece os genes que fazem síntese de células saudáveis e combatem a formação de tumores

✗ Ajuda a manter um metabolismo saudável

✗ Cientistas japoneses verificaram que a Vitamina K2 pode ajudar a combater a insensibilidade celular à insulina, causa do diabetes tipo 2, revertendo esta doença que tanto cresce no mundo, podendo também atuar no pâncreas e promover a fabricação de insulina

O renomado médico norte-americano Dennis Goodman escreveu um livro intitulado “Vitamina K2: o nutriente que falta para a saúde dos ossos e do coração”. Vale a pena ler. Este livro se tornou referência médica nos Estados Unidos e foi tema da conferência da Fundação Internacional de Ciência e Saúde, realizada em Las Vegas em 2015.

Entretanto, é importante ressaltar que a Vitamina K2 só se torna realmente eficiente na forma Menaq7, ou menaquinone-7, também conhecida como MK-7, produto patenteado pelo laboratório Natto Pharma, devido ao seu alto grau de pureza. Você pode adquirir esta vitamina em uma farmácia de manipulação de sua confiança, mas tem que exigir que ela seja MK-7. E outro detalhe. Foi também comprovado que a Vitamina K2 só funciona 100% quando associada à Vitamina D3, que na verdade não é uma vitamina mas um hormônio, pois é produzida pelo nosso corpo quando estamos expostos ao sol. A diferença é que o nosso organismo não produz vitaminas. Quando foi descoberta em 1913 ela foi chamada equivocadamente de vitamina, mas o nome ficou e hoje é até difícil chamar a D3 de hormônio. Contudo, pessoas que não tomam sol diariamente (sem filtro solar e com uma boa parte da pele exposta aos raios solares pelo menos meia hora entre 9:00 e 10:00 horas ou entre 16:00 e 17:00 horas) é carente de vitamina D e vai exigir suplementação. Além disso, a partir dos 70 anos a pessoa perde 50% de sua capacidade de produzir Vitamina D ou se estiver acima do peso pode reduzir até 57%. Portanto, nessas condições deve-se também pensar na suplementação.

FONTES DE VITAMINA K2 NOS ALIMENTOS

couve
espinafre
couve-flor
pepino
repolho
brócolis
aspargos
carnes vermelhas e brancas
peixes
ovos
leite e seus derivados
alimentos fermentados

Você pode estar se perguntando, logicamente. Ora se eu consumo leite e derivados que são fontes de Vitamina K2 então como eles não promovem a adequada absorção de cálcio pelos ossos. A resposta é simples. A Vitamina K2 está presente na gordura do leite. E hoje em dia poucas pessoas consomem leite in natura, ou seja, como sai da vaca. Assim, elas compram leite ou derivados nos supermercados com baixo teor de gordura que oferecem muita pouca Vitamina K. Uma propaganda massiva dos nutricionistas da vida saudável sem gordura criaram esta fobia às gorduras animais, que só aumentaram os problemas de saúde, inclusive infartos e AVC. Além disso, como dissemos, não basta só a Vitamina K2, é preciso também a Vitamina D, além de magnésio, para uma absorção adequada de cálcio.

Para uma suplementação adequada, deve-se formular 120 microgramas de Vitamina K2 MK-7 + 2.000 UI de Vitamina D em dose única diária. Mas a suplementação de Vitamina D não deve ser prolongada, por mais de seis semanas, com um intervalo de 90 dias. Então, é essencial o banho de sol.